to top

Na revista Vida Simples: O que aprendi com o meu vitiligo

Sexta-feira foi um dia muito especial para mim! No meio da tarde resolvi parar o trabalho por alguns minutos e ir até a banca de jornal perguntar, como quem não quer nada, se a Revista Vida Simples de Fevereiro já estava nas bancas. E lá estava ela! Fui tremendo até a prateleira de tanta ansiedade. Folheei rapidamente as primeiras matéria até chegar na que fala sobre o que aprendi com meu vitiligo.

Minha história com a Vida Simples começou em 2015, logo que resolvi aceitar sem preconceito a minha doença publicamente, recebi o convite da Débora – a editora mais feminina e delicada que tive o prazer de conhecer nos corredores do andar onde trabalhávamos – para participar de uma matéria que ela estava fazendo sobre aceitação do corpo. Quando saiu essa matéria senti que era hora de tirar do campo das ideias e finalmente criar o blog.

Em Dezembro de 2016 a linda editora me enviou uma mensagem novamente convidado para escrever uma notinha sobre o meu blog na revista. Fiquei super animada com a ideia e enviei a história e fotos que o querido amigo Ricardo Jayme tinha clicado. Três dias depois ela me liga dizendo que a nota não sairia em Janeiro, pois ao ler a história, a equipe resolveu transformar em uma matéria maior. Fiquei emocionada e mal podia acreditar que isso estava acontecendo comigo. Mas aconteceu!

Tem sido muito especial como a cada momento algo incrível surge relacionado ao blog. Ver publicada uma matéria grande na revista que sempre li e amo é sem dúvida um marco muito importante.
Compartilho com vocês fotos da matéria e fica o convite de visitar as bancas e comprar a Vida Simples de Fevereiro.

 

vida simples_4

vida simples_1

vida simples_2

vida simples_3

Bruna Sanches

Sou editora de arte, divido meu tempo entre revistas, fotografias e trabalhos manuais. Tenho vitiligo desde o 18 anos e hoje transformei a minha pele em motivo de orgulho.

  • Gomér Gonzaga

    a matéria está bem especial! Descobri que tenho vitiligo e me ajudou a ressignificar a doença! Convivendo com… Gratidão! Beijos

    janeiro 25, 2017 at 10:41 pm Responder
  • Diego

    Virei fã e me enche de felicidade que você tenha superado! Vou passar seu blog para minha mãe, que ainda não superou isso. Alegria sempre na sua vida!

    fevereiro 17, 2017 at 1:50 pm Responder
  • Juliana

    Muito legal o blog e a matéria, Bruna! Parab´ens! É muito importante mostrar que os desafios podem ser ressignificados!

    março 29, 2017 at 10:17 am Responder

Deixe um comentário